quarta-feira, 26 de dezembro de 2012

Minhas artes em Letras



Saudades

A saudade vem quando menos se espera, ela  chega devagarzinho e penetra em  nosso coração,
 nos  trazendo lembranças de quem já foi com Deus e de muitos que deixarão
 de ser amigos por tão pouca coisa.
A amizade hoje muitas vezes (com muitas exceções graças Deus)
 é frívola, a maior parte consiste: se formos útil somos amigos,
 se estamos doentes somos estorvo, se precisamos de ajuda estão ocupados.
Cadê a amizade pura e sem interesse? Cadê o carinho que devia existir sem ciúme?
Cadê o amigo que elogia o seu sorriso, sem reparar ou comentar que o seu modelito é repetido?
Tenho infelizmente muitos na gaveta, que senti perder por não saberem me aceitar como sou...
Simples! Com muito carinho a dar, tentando sempre ajudar a alguém.
Poder sentar na calçada junto a vizinhas e bater papo sobre o dia a dia...
Reencontrar uma antiga amizade e abraçar  fortemente e dizer de coração:
Amo-te, senti sua falta, e receber o  mesmo carinho no abraço, sentir o coração  da  pessoa...
Isso não tem preço!
Tenho um defeito muito grande, uso  mais o coração  que a  razão, mas deixo aqui um
  recado a todos que foram importantes na minha vida e já não são mais:
Adoro ser diferente de vocês!


XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX


Paz
Adaljiza Cuan
                                                           
Palavra tão pequena, mas com grande valor ter paz nos lares é grande prova
 que tudo esta em harmonia, se desejamos paz a alguém é sinal que estamos
 semeando o bem para podermos ter um mundo mais fraterno.
Caso haja uma discussão, e entre um dos adversários houver a palavra “PAZ” 
a briga perde o sentido...
A paz reinando em nossos corações nos dá luz para iluminar as pessoas que estão em
 profundas trevas  com o coração impuro.
Muitos que vivem no mundo das artes sabem que existem rivalidades, valores que 
não são tão preciosos como pensamos e com isso perdemos grandes oportunidades
 de abraçar alguém e sentir a paz irradiar nosso ser.
  As palavras que estão em meu coração é as que deixo proceder
 Sempre que puder abrace um ser humano e procure passar energias positivas 
para que possamos criar assim laços de união. Esse gesto lhe acalmara o 
coração e deixará sair de ti o gosto amargo de algumas traições.
Sofre mais quem odeia, nem sempre o odiado está sabendo que machucou você,
 nem todos tem sabedoria para se auto-analisar e ver seus limites.
Ame, pregue a Paz e seja “Feliz”. Autoria de Adaljiza Cuan 

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx
Meu primeiro conto
Ser mãe
Adaljiza Cuan

Olhando pela minha janela vendo uma chuvinha gostosa cair, fico a pensar, será que devo ou não fazer isto?
Já estou com trinta e dois anos, se não tomar esta decisão agora depois será tarde demais, tenho uma estabilidade financeira relativamente boa, então. Porque esperar...
 Vou me deitar, amanhã começo a busca, rindo de mim mesmo pela ousadia que estava tomando dormi uma noite ótima!
Logo cedo passei no escritório estava tudo em ordem, fui às compras, precisava de roupas diferentes, comprei uns jeans, umas blusinhas, sabendo que ia ter uma peça de teatro naquela noite.  Fui para começar minha busca do futuro pai do meu filho.
Fiquei observando antes de a peça começar alguém   de aparência agradável, mas, era  bem  jovem. Pensei, não será aqui que vou encontrar, mas, já que estava ali  ia assistir a peça , no transcorrer da apresentação que por sinal era boa entra em cena o homem  mais lindo que já vi,fiquei  o admirando  na platéia, ele  seus movimentos seus olhos sua boca , é este...
Mas, como me aproximar dele?
Após a apresentação ia ter um coquetel, era encerramento de temporada da cidade, eu sem ser convidada entrei de penetra, com duas taças de vinho me aproximei dele e ofereci uma taça a ele, e ao mesmo instante me olhou profundamente nos olhos e ficamos parados por momentos, tocamos nossas taças em um brinde silencioso ainda nos fitando. Ao passar a língua suavemente nos lábios após ter bebido o vinho estupidamente gelado foi que ele falou:
Você existe?
Sorrindo falei:
 Sim existo e quero conhecê-lo melhor. E ele perguntou vamos marcar um jantar para amanhã a  noite?
Respondi a ele combinado.  e  assim  marcamos  dei meu cartão de visita a ele  e o nosso encontro seria em meu apartamento,  ao me virar para sair  da sala ele me puxou delicadamente , e me beijou..ai que delícia! E eu achando-me a ousada, terminado o beijo ele disse até breve...
 Saindo dali peguei uma táxi ainda meio zonza e tomada pela emoção, aquele beijo não saia do meu pensamento.
No dia seguinte...
 Fernando me ligou confirmando sua vinda, fiquei eufórica preparei um jantar a luz de velas.  Fiquei a sonhar de que naquela noite poderia realizar o meu grande sonho que era o de ser “mãe”. Queria ser uma mãe independente esse sonho era de longas datas...
Só não pretendia me apaixonar este era o meu medo, cai a noite...
 Era sábado me aprontei e fiquei muito ansiosa a sua espera , Fernando estava atrasado eu confesso já estava perdendo as esperanças de que ele viesse ao meu encontro eu que estava maquiada e bem perfumada estava me sentindo decepcionada quando menos espero, toca o interfone, seria ele...
Meu coração saltitou de alegrias, pois, era ele!
Atendi a porta com uma explosiva felicidade e um sorriso incontido, nos abraçamos e nos beijamos ardentemente. Conversamos durante horas e após o jantar, altas horas estouramos um champanhe. Bebemos demasiadamente resumindo tudo foi perfeito como eu sonhava.  Só que ele mal imaginava de quais eram meus planos, pensei em lhe fazer proposta, mas, sabia que ele não iria aceitar, pois, vivia em turnês mundo a fora tratando de seus objetivos e ele já havia me dito sobre esse assunto. Por isso agi em silêncio.
Após essa noite ficamos amigos, e a paixão tomou posse  de mim por inteira.
Ele disse Adeus e se foi...
Um mês se passou...
Levantando cedo caminho a um consultório, e a médica sugeriu um teste de gravidez. Fiz o exame do qual deu “positivo”.
Não sabia se chorava de alegria ou desespero por  Fernando estar longe, tão longe...
Meses se passaram...
Faltando uma semana para a chegada do bebê, tudo preparado, enxoval, e o quartinho dele. Achei injusto de que Fernando ficasse  sem saber de nada, fiquei muito confusa se contaria ou não, acabei ligando para ele e  fiquei sabendo que  chegaria naqueles dias e que me faria uma pequena visita. Tão logo Fernando chegou  já foi percebendo a barriguinha avançada e ligeiramente foi direto a pergunta quem é o papai?
Dalva emocionada  explica toda história e ele a compreendendo disse que veio até ali somente para dizer-te que também  havia se apaixonado, Fernando diz:
Dalva, eu quero ser seu marido, seu amigo, seu  fiel companheiro e pai de seus filhos
Os dois se abraçam  se beijam  matando saudades , quando Dalva sente suas primeiras contrações, ele a interroga o que está havendo?
Amor  acho que teremos que dar  uma saidinha seu filho  acho que também quer ver o pai,você chegou na hora certa .


Nenhum comentário:

Postar um comentário